qua. dez 8th, 2021

Obra eleva para 19 minutos trajeto que é normalmente feito em apenas dois minutos em Itaipava

Congestionamento prejudica operação dos ônibus da Turp Transporte na região


Uma obra realizada por uma concessionária de águas, entre o Terminal Itaipava e o Shopping Estação, está prejudicando o fluxo de veículos em um trecho de aproximadamente 450 metros, na Estrada União e Indústria. Desde a manhã desta quinta-feira (21), pelo menos cinco linhas de ônibus da Turp Transporte estão utilizando um tempo médio de 19 minutos para concluir somente este trajeto, que normalmente é realizado em apenas dois minutos.
Entre as principais linhas prejudicadas estão a 605 – Vale das Videiras, 617 – Araras, 700 – Terminal Itaipava, 711 – Posse e 713 – Vila Rica. Segundo a empresa, todas estão registrando atrasos e até perdas de viagens ao longo do dia.
“O trecho está em meia pista desde às 9h, em sistema de pare e siga. O congestionamento aumenta cada vez mais, principalmente, nos horários de pico. Orientamos que os nossos clientes baixem o aplicativo Cittamobi, que mostra em tempo real a localização dos nossos ônibus”, disse Márcio Silva, gerente de operação da Turp Transporte.
O Setranspetro defende que todas as obras que causam impacto no trânsito devem ser feitas com planejamento eficiente, mesmo as emergenciais, considerando turnos de menor movimento e circulação de veículos, sinalização eficaz, além da comunicação prévia com a CPTrans, empresas de ônibus e clientes do transporte.
“Sem que isso ocorra, é inevitável que o resultado seja diferente. Os clientes do transporte coletivo continuarão sendo os mais prejudicados, pois, diferente dos carros particulares, os ônibus não podem usar rotas alternativas e ficam por muitos minutos enfileirados em comboio no trânsito”, destacou Carla Rivetti, gerente do Setranspetro.

Cidade Real continua operando com alterações
A queda de pedras e barreira na Rua João Xavier continua interferindo na operação dos ônibus da Cidade Real. A linha 129 – Moinho Preto está parando quase um quilômetro antes do ponto final, na localidade popularmente conhecida como Água Mineral, atendendo assim os moradores da parte alta da localidade.
O ônibus que faz a linha 137 – Fazenda Inglesa está cumprindo o itinerário de ida e volta pela BR-040. No sentido bairro, atende os passageiros do Moinho Preto ao chegar à Água Mineral. Já a linha 139 – Moinho Preto segue em direção ao Bingen, utilizando parte da Rua João Xavier para ter acesso ao ponto final do bairro.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: