seg. maio 16th, 2022

Prefeitura anuncia início da fase de testes para ligação Bingen-Quitandinha

O prefeito de Petrópolis, Hingo Hammes, acompanhado do deputado federal Hugo Leal, anunciou nesta quarta-feira (17), após reunião com o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Rafael Vitale, a assinatura, em dezembro, de um termo de cooperação técnica envolvendo Prefeitura, ANTT, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Concessionária Rio-Juiz de Fora (Concer) para o início da fase de testes na ligação Bingen-Quitandinha.
Esta etapa, que será oficializada pela agência nacional após a conclusão dos trabalhos técnicos da PRF e da agência e também da assinatura do termo de cooperação, será iniciada em janeiro de 2022, após a realização de intervenções no trecho urbano da rota alternativa.
Durante a reunião, que também contou com a presença do presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Luciano Moreira, o governo municipal apresentou o plano de operação, mostrando como vai funcionar a rota, e, em conjunto com a ANTT, alinhou o início da fase de testes, prevista para ser iniciada após o encerramento da programação de Natal. Esta fase vai se estender por 90 dias e terá monitoramento 24 horas, com relatórios periódicos para avaliação.Os resultados da análise servirão de base para a decisão sobre a viabilidade da manutenção da rota após a fase experimental.
Esperada há mais de 80 anos, a ligação Bingen-Quitandinha é considerada uma das mais importantes intervenções visando melhorias na mobilidade urbana no eixo Bingen-Centro-Quitandinha. Faz parte de um pacote de projetos do município, prevendo ações de curto, médio e longo prazo.
“A autorização para os testes no trecho entre Bingen e Quitandinha representa um passo importante, concreto, para viabilizar esta via alternativa. Ao longo do ano, nas várias reuniões com o DNIT e a ANTT, conseguimos mostrar a importância do projeto e apresentar soluções, propostas pela equipe técnica da CPTrans, para que esse sonho possa ser concretizado agora e, no futuro, ser incorporado, com melhorias, à pista da nova subida da serra. Agradeço a todo o apoio que tivemos para que chegássemos até este momento, por meio do trabalho dos deputados federais Doutor Luizinho, Vinícius Farah e, especialmente, Hugo Leal, que sempre lutou por este projeto. Também agradeço a todos os vereadores, que nos ouviram e nos apoiaram no momento em que apresentamos a proposta de municipalização do trecho da BR-040. Sem todo este apoio não estaríamos saindo agora da ANTT com esta notícia tão importante para a cidade”, frisou Hammes, acrescentando a participação direta do vice-presidente da Comissão de Transporte Público e Mobilidade Urbana na Câmara, vereador Maurinho Branco, neste processo.
O prefeito lembrou que a última obra voltada à mobilidade executada na cidade foi realizada há aproximadamente 10 anos, com alargamento da ponte que liga a União e Indústria, perto da entrada do Carangola, à Estrada da Saudade.
“Desde o início do ano, trabalhamos em alternativas viáveis para melhorar a mobilidade urbana na cidade. São projetos que, muitas vezes, têm uma complexidade maior, em função das características da cidade, que é cortada por rios e tem uma geografia acidentada. Também temos a preocupação com a preservação do patrimônio histórico, arquitetônico e natural. Começamos com intervenções mais simples, como a construção da rotatória do Carangola, que está sendo executada pela própria Prefeitura, e já temos sinalização positiva do DNIT para a inclusão de outras rotatórias no projeto executado pelo departamento na União e Indústria. Também estamos trabalhando junto ao Governo do Estado para tirarmos do papel um importante projeto para Itaipava”, detalhou Hammes.
O presidente da CPTrans, Luciano Moreira reiterou a importância da ligação Bingen-Quitandinha para a cidade: “Temos um grande desafio, que é criar alternativas para melhorar a mobilidade em Petrópolis. Este é um dos grandes gargalos que temos na cidade. A Bingen-Quitandinha é essencial dentro deste projeto maior. Vai melhorar o fluxo de veículos em todo o eixo, acabando com a necessidade de passar pelo Centro para seguir do Bingen para o Quitandinha. Estamos conscientes de que, para melhorar a mobilidade, precisamos nos reinventar. E é o que estamos fazendo”.
“Esta ligação já se mostrou viável quando houve a interdição da pista por conta da cratera e que vai ajudar a reduzir os congestionamentos em trechos críticos como na altura do Hospital Santa Teresa e na Coronel Veiga, além de reduzir também o número de acidentes”, acrescentou Luciano.

Vistoria técnica foi realizada
Equipe da CPTrans esteve ontem (16) no trecho da rodovia federal onde está prevista a intervenção, acompanhada de um técnico da ANTT e de agentes da Polícia Rodoviária Federal, para vistoriar o trajeto da ligação. O objetivo era avaliar os pontos onde há necessidade de intervenções e planejar o período de testes.
No início da tarde, o diretor administrativo-financeiro da CPTrans, Fabini Hoelz, o diretor técnico-operacional, Victor Ornelas, e o gerente de planejamento, Alisson Barros, além do assessor especial do gabinete do governo, Wagner Silva, apresentaram o projeto à equipe da PRF e ao especialista em regulação da ANTT, Nilson Gonze no posto da PRF, localizado no quilômetro 82 da rodovia federal. Em seguida, percorreram o trajeto a partir do ponto de encontro, passando pelo bairro Amazonas e seguindo até o Parque São Vicente, onde os motoristas retomam o acesso à BR-040.
Ficaram definidos ajustes ao projeto para que seja adequado para a fase de testes. “Uma das intervenções sugeridas pelo técnico da ANTT e pelos agentes da PRF foi a criação de uma faixa de aceleração na saída para a BR-040 a partir do Parque São Vicente, assim como a instalação de guardrail no acesso ao trecho da ligação, na pista de descida da Serra, no km 81, no Bingen”, finalizou o gerente de planejamento da CPTrans.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: