sex. jan 21st, 2022

Das 30 cidades com mais de 100 mil habitantes do Rio, Petrópolis é a que menos registrou crimes contra a vida

Petrópolis é destaque nos indicadores do ISP Cidades

Das 30 cidades com mais de 100 mil habitantes do Rio, Petrópolis é a que menos registrou crimes contra a vida


O Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP) lançou nesta quarta-feira (9) um novo indicador – o ISP Cidades – que traz um ranking dos municípios do Estado em relação aos registros de crimes no ano de 2020. Das 30 cidades com mais de 100 mil habitantes do Rio, Petrópolis foi a que menos registrou crimes contra a vida, segundo o estudo do ISP.
“Por dois anos seguidos, a cidade apareceu como a mais segura do estado no Atlas da Violência, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. E continuamos com esta colocação positiva, só que agora pelo indicador do ISP, que mostra Petrópolis com poucos casos de crimes violentos. Com a integração das forças de segurança que temos experimentado, a tendência é melhorar ainda mais esses dados”, ressaltou o prefeito Hingo Hammes.
De acordo com o ISP Cidades, Petrópolis está na melhor posição na listagem, contabilizando 7,4 vítimas por cada 100 mil habitantes. Esse índice leva em conta os crimes violentos como assassinatos e tentativas de homicídio; além de mortes por intervenção por agentes do Estado – neste último Petrópolis teve apenas 1 caso em 2020.
O ISP Cidades também revela que Petrópolis melhorou os índices em relação a 2019, quando foram contabilizadas 8,5 vítimas de crimes contra a vida por cada 100 mil habitantes. No ano de 2019, o município também foi o que menos registrou esse tipo de crime em comparação com as outras 29 cidades com mais de 100 mil moradores.
Além dos crimes contra a vida, o ISP Cidades também traz outros rankings com dados sobre os registros de ocorrências feitos nas delegacias – 105ª (Retiro) e 106ª (Itaipava) – sobre o trânsito, patrimônio (furtos, roubos, extorsão) e convivência urbana (posse ou uso de drogas, crimes ambientais, depredação do patrimônio entre outros). Também fazem parte do estudo os crimes cometidos contra os idosos, mulheres, jovens, crianças e adolescentes e população negra.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: