sáb. jan 22nd, 2022

ALERJ VAI DISPONIBILIZAR RECURSOS PARA A SEGURANÇA PÚBLICA NA REGIÃO DOS LAGOS

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) anunciou que apresentará um projeto de lei para destinar recursos do Parlamento fluminense à segurança pública na Região dos Lagos, principalmente para instalação de câmeras em estradas. O anúncio foi feito durante evento de divulgação da Emenda Constitucional 86/21, que criou o Fundo Soberano do Estado. O encontro aconteceu nesta sexta-feira (10), com a participação de políticos, empresários e acadêmicos no auditório do Hotel Malibu, no município de Cabo Frio.
Ceciliano esclareceu que os recursos viriam do orçamento da Alerj. Nos últimos três anos, o Parlamento fluminense economizou R$ 1,2 bilhão em função do corte de despesas com reduções de gastos no valor dos contratos. Uma comitiva da Alerj esteve, entre quinta (09) a sexta-feira (10), em Cabo Frio para apresentar o Fundo Soberano à lideranças da Região. É uma mistura de reservas financeiras e investimentos, formada por recursos que vão além dos royalties e uma participação especial em petróleo e gás natural.
A estimativa é de que o fundo já inicie o ano de 2022 com cerca de R$ 2,4 bilhões em caixa. A falta de segurança pública foi um dos principais assuntos debatidos no encontro, apontado como um entrave ao crescimento do turismo regional. Melhorar o acesso às cidades é visto como um investimento fundamental para a atração de visitantes e novos empreendimentos.
Durante o encontro, o presidente da Alerj também anunciou a elaboração de um projeto de lei para reduzir o ICMS do querosene de aviação para helicópteros, principalmente para apoiar voos offshore. A medida pode beneficiar o Aeroporto Internacional de Cabo Frio, que opera voos frequentes para as plataformas de petróleo. O terminal possui a segunda maior pista do Estado do Rio de Janeiro, com capacidade para 570 mil passageiros por ano. O presidente da Alerj destacou que o fundo pode oferecer outros investimentos para melhorar a infraestrutura da região.
A importância do aeroporto para toda a região foi demonstrada em discurso do presidente de honra da Associação Comercial da Rua dos Biquínis, um importante polo comercial de venda da moda praia, localizado em Cabo Frio. Também foi discutido o incentivo à pesquisa e tecnologia no estado. O professor de sociologia da UFRJ, Paulo Baía, defendeu a criação de bolsas de mestrado e doutorado voltadas para a pesquisa das potencialidades do Rio de Janeiro.
A construção do Centro de Convenções é um projeto que visa atrair o turismo de negócios, especialmente fora da alta temporada turística. Para a Navega, é imprescindível investir em logística, com a construção da Estrada do Nelore, que liga os municípios de Cabo Frio, Arraial do Cabo e Armação de Búzios; na duplicação da pista que liga Maricá a Macaé, bem como das rodovias que ligam Nova Friburgo a Rio das Ostras e Silva Jardim a São Pedro da Aldeia.

Fonte: Folha de Búzios

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: