qui. jan 27th, 2022

Sicomércio Petrópolis projeta aumento nas vendas de final do ano

Pesquisa mostra que consumidor fluminense pretende gastar
em média R$584,04 com presentes

O Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio) estima que as vendas de final de ano tenham um aumento de 10% a 15% com relação ao ano passado. Enquanto em 2020, os consumidores utilizaram mais os meios digitais para a escolha dos presentes, este ano com o avanço da vacinação e com os setores funcionando normalmente, a percepção do Sindicato é de que o movimento nas lojas físicas seja maior.
“Essa expectativa de aumento é cautelosa, porém positiva. Ao contrário do que aconteceu no ano passado, em que as vendas on-line dominaram o mercado, a expectativa deste ano é que as pessoas voltem à prática tradicional de compras nas lojas físicas. Na última semana os comerciantes e lojistas já perceberam um fluxo maior de pessoas nas ruas”, pontua Marcelo Fiorini, presidente do Sicomércio Petrópolis.
Uma pesquisa do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) feita com 503 consumidores do estado do Rio de Janeiro, entre os dias 26 de novembro e 1º de dezembro mostra que a maior parte dos pesquisados respondeu que se dividirão entre lojas físicas e on-line (48,9%), só física (28,9%) e somente online (22,2%).
Marcelo destaca que a inflação e alta de preços em outros setores vai impactar o comércio de bens e serviços e isso também justifica a expectativa ainda tímida de aumento nas vendas para este ano. “Quando o consumidor gasta mais com serviços básicos como energia e alimentação, sobra menos dinheiro para os presentes. Mesmo assim, estamos percebendo um crescimento no fluxo de pessoas nas ruas pesquisando os preços e produtos para não deixar de presentear.”
Ainda de acordo com a pesquisa do IFec RJ, cerca de 56,5% dos consumidores pretendem presentear alguém no Natal, o que representa aproximadamente que 7,8 milhões de pessoas têm a intenção de comprar presentes. “O gasto médio passou de R$ 495,47 em 2020, para R$ 584,04 em 2021, um acréscimo de quase R$ 90 reais, se comparado ao ano passado”, diz trecho da pesquisa.
Entre as opções de presente preferidas estão: lembrancinhas (46,1%), roupas (46,1%), brinquedos (31%), calçados, bolsas e acessórios (26,8%), perfumes e cosméticos (22,5%), eletrônicos (16,9%), livros ou ebooks (12,7%), eletrodomésticos (11,6%) e joias e bijuterias (8,1%).
Para o diretor do IFec RJ, João Gomes, o Natal será novamente dos pequenos presentes. “Na pesquisa deste ano observamos, assim como em 2019, um grande percentual de consumidores que vão optar por presentes mais baratos, as famosas lembrancinhas”, destaca o economista.
Ampliação do horário de funcionamento do comércio
As lojas dos polos de moda da Rua Teresa e adjacências, Rua 16 de Março e Rua do Imperador estão autorizadas a funcionar em horários especiais durante o mês de dezembro. Cada lojista pode optar por manter o estabelecimento aberto entre 8h e 22h, desde que atendendo as determinações trabalhistas, como pagamento de horas extras. “Essa possibilidade permite que o consumidor faça suas compras com mais conforto e cada lojista faz seu horário de acordo com a demanda do estabelecimento”, destaca Marcelo.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: