sáb. jul 2nd, 2022

Secretaria de Saúde recebe lote de 5,5 mil doses da vacina contra covid-19

A Secretaria de Saúde recebeu, na tarde desta quarta-feira (8/6), um lote de 5,5 mil doses da vacina contra a covid-19, enviados pela Secretaria de Estado de Saúde. Com isso, os estoques de todos os postos de vacinação estarão normalizados a partir das 8h desta quinta-feira (9). Postos com terceiro turno e o Centro de Saúde Coletiva também foram reforçados com doses do imunizante.
Foram entregues duas mil doses da vacina Jansen, três mil AstraZeneca e 500 Pfizer pediátricas. Há a previsão de entrega de outras 17.796 vacinas na próxima segunda-feira (13). De acordo com o secretário de Saúde, Marcus Curvelo, desde o aumento do número de casos relacionados a síndromes respiratórias gripais, que nem sempre estão ligados a infecções por covid-19 ou influenza, houve um aumento da procura pelos imunizantes. Apenas entre os dias 1 e 7 de junho foram aplicadas 10.315 doses, desde a primeira a quarta dose (segundo reforço)
“Provavelmente por conta da queda do número de casos de covid-19, muitas pessoas relaxaram e deixaram de procurar os postos para dar prosseguimento ao esquema vacinal. Além disso, não estávamos recebendo as doses com a mesma frequência, apesar de elas estarem sendo pedidas semanalmente”, explica Curvelo. Além disso, segundo o secretário, houve mudança na logística para a entrega dos imunizantes.
Desde o início do mês de abril, o município passou a ser submetido ao agendamento para a entrega das vacinas. “Ou seja, com essa nova logística, a retirada começou a ser realizada na Coordenação Geral de Armazenagem, em Niterói, ficando assim o município sujeito a liberação de acordo com a disponibilidade de agendamento do órgão, uma vez que o mesmo faz a distribuição de vacinas para todo o estado”, explica o secretário de Saúde.
De acordo com Thayene Varella, chefe da Divisão de Imunização, a solicitação é feita toda quarta-feira pelo município, conforme fluxo de orientação da Secretaria Estadual de Saúde. No entanto, foi registrado um atraso na entrega no mês de maio. “A última solicitação foi feita na quarta-feira passada e nova solicitação, nesta quarta-feira. Além disso, por recomendação da Secretaria Estadual de Saúde, os municípios foram orientados a não pedir grandes quantidades de vacinas, para que não houvesse o risco de perda, pois as vacinas que estavam sendo entregues estavam próximas do prazo de vencimento”, esclarece.
Na última semana houve aumento da faixa etária de aplicação de vacina, que passou a ser ofertada para maiores de 50 anos e profissionais de saúde, o que também contribuiu para o crescimento da demanda. “Porém não houve liberação de cota extra para acompanhar esse aumento”, conclui a chefe da Divisão de Imunização.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: