sáb. jul 2nd, 2022

Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis recebe incentivo internacional para conservação de espécie de primata ameaçada

O Sagui-da-Serra Escuro (Callithrix aurita) é a espécie que será conservada e protegida


O Parque Nacional Montanhas de Teresópolis, Unidade de Conservação sob gestão municipal, protege uma espécie de primata listada entre as 25 mais ameaçadas do planeta: o Sagui-da-Serra Escuro (Callithrix aurita). Por realizar essa missão, o parque recebeu incentivo internacional para conservação de espécie de primata ameaçada de extinção. A proteção desta espécie faz-se necessário visto que, com a presença de saguis exóticos em seu ecossistema, este primata da região sofre com a perda de seu habitat. Dessa feita, preservar e conservar é essencial para manter os valores da biodiversidade e a proteção dos ecossistemas.
Atualmente, em parceria com o Programa de Conservação dos Saguis-da-Serra (PCSS), com a ONG PREA e com o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros (ICMBio/CPB), responsável pelo Plano de Ação Nacional (PAN) para a conservação dos primatas, pesquisadores estão estudando maneiras eficazes para garantir o monitoramento e proteção da espécie na região do PNMMT.
Com a recente visita de parceiros internacionais (Durrel Wildlife Conservation Trust e Beauval Nature), juntamente com o diretor do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros (ICMBio/CPB), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente conseguiu o apoio financeiro do Primate Action Fund administrado pela Re:Wild. O movimento tem como missão dar suporte para projetos em todo mundo para primatas, não-humanos, ameaçados de extinção.
O secretário de Meio Ambiente, Flávio Castro, destacou a importância do parque para a conservação desta espécie. “Estas iniciativas serão pioneiras para a espécie nativa de sagui, e o PNMMT terá papel fundamental neste programa de conservação”, explicou”

Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis
O parque foi criado no ano de 2009 e protege um fragmento de Mata Atlântica de 4.397ha e protege diversas espécies da fauna e da flora, sendo considerada a maior unidade de conservação municipal do Bioma Mata Atlântica.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: