sáb. jul 2nd, 2022

Parceria entre COB e Estácio é renovada até 2024

Contrato prevê o oferecimento de novos benefícios de estudos para atletas olímpicos e pan-americanos


O Comitê Olímpico do Brasil (COB) e a Estácio assinaram novo contrato na última semana. Assim, a instituição de ensino continuará atuando como Fornecedora Oficial no segmento Educação da entidade esportiva. O acordo prevê a concessão de bolsas de estudo a atletas olímpicos e pan-americanos em atividade e em transição de carreira. O novo contrato tem vigência até o final de 2024. COB e Estácio chegam assim ao terceiro ciclo olímpico deste trabalho em conjunto que já beneficiou diversos atletas com cursos de graduação e pós-graduação.
“É motivo de imensa alegria para o COB a renovação da parceria com a Estácio e a continuidade de uma das mais valiosas e importantes iniciativas de apoio para a capacitação profissional dos atletas brasileiros. A formação acadêmica de qualidade também é fundamental para seu sucesso como esportista e um diferencial no pós-carreira. Por isso, seguiremos oferecendo, em conjunto com a Estácio, esse benefício, que tanto nos orgulha, de cessão de bolsas de estudos, iniciativa muito importante para o desenvolvimento dos nossos atletas”, declarou Paulo Wanderley, presidente do COB.
A universidade, que já formou mais de mil atletas e paratletas e hoje estudam conosco mais de 700, entende que promover a interação entre o esporte e a educação permite que os esportistas tenham condições de se preparar de forma adequada para as competições ao mesmo tempo em que se desenvolvem profissionalmente por meio dos estudos.
“Nosso investimento na educação dos atletas está alinhado a missão da Estácio de Educar para Transformar. Buscamos incentivar os esportistas brasileiros não apenas a alcançar o pódio, mas também a dar um novo passo em seu futuro, por meio da educação” ressalta Cláudia Romano, vice-presidente de Relações Governamentais, Comunicação e ESG e vice-reitora de Cultura da Estácio.
O projeto de conceção de bolsas de estudos do COB e Estácio integra o Programa de Carreira do Atleta (PCA), iniciativa do Instituto Olímpico Brasileiro, área de Educação da entidade, que oferece ferramentas para o planejamento e a preparação dos atletas, desde o início da trajetória no alto rendimento até a transição para o mercado de trabalho, seja no alto rendimento e na transição de carreira.
Dentre os nomes que já se beneficiaram da parceria entre COB e Estácio, estão Rafael Buzacarini (judô), Alexander Russo (atletismo), Edson Bindilatti (bobsled), Adriana Aparecida Da Silva (atletismo), Lais Nunes (wrestling) e Rosane dos Santos Reis (levantamento de pesos).
Os atletas devem preencher os seguintes requisitos para pleitearem as bolsas: ser atleta de uma modalidade esportiva que integra o programa olímpico dos Jogos de Tóquio 2020 e Pequim 2022; ter participado como atleta de uma edição adulta dos Jogos Olímpicos ou dos Jogos Pan-americanos; estar vinculado à uma confederação filiada ao COB; atuar no alto rendimento; e ter a indicação de seu treinador ou clube de origem.
Os atletas selecionados poderão escolher entre os diversos cursos oferecidos pela Estácio, nas modalidades de ensino presencial e a distância, seja na graduação ou pós-graduação.
Outra ação de destaque da parceria entre o COB e a Estácio ocorreu nos Jogos Olímpicos dos Tóquio, quando estudantes de gastronomia da universidade foram para o Japão e atuaram nas cozinhas das bases de apoio do Time Brasil preparando a alimentação dos atletas.

Estácio no Esporte
Com mais 50 anos de tradição, a Estácio – uma das maiores e mais respeitadas instituições de ensino superior no Brasil – é a universidade que mais investe no esporte. Por acreditar que o Esporte envolve a construção de valores, incentivo à superação e à autonomia com ética, espírito coletivo e compromisso social e, por entender, que quando associado à educação, promove transformações duradouras, há mais de 10 anos, a Estácio vem formando campeões dentro e fora da sala de aula e promovendo eventos esportivos, projeto sociais e diversas ações alinhadas com a sua missão de “Educar para Transformar”.
Nas Olímpiadas e Paraolimpíadas de Tóquio, 10% dos esportistas brasileiros eram alunos da Estácio, como Fernando Scheffer, medalhista da natação, e Laura Pigosi, no Tênis. Outros grandes nomes do esporte como Sandra Pires – formada em Educação Física; Marcelinho Machado, formado em Marketing; Daniele Hypólito, aluna de Marketing; Laís Souza, aluna de História; entre outros destaques estudam ou estudaram na Estácio.
A Instituição, que também é signatária do Pacto pelo Esporte, tem parcerias com Confederações, Federações, Clubes e Institutos ligados ao esporte, como o Instituto Fernanda Keller, Instituto Guga Kuerten, Instituto Reação, Comitê Olímpico do Brasil, e Comitê Paralímpico Brasileiro. Todo o trabalho é realizado por meio do Instituto Yduqs, dando oportunidades para jovens em vulnerabilidade social a praticar esporte, estimulando uma melhora significativa nas condições de aprendizado, cidadania e formação de valores.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: