“Projeto Cortando Fios, Costurando Histórias”, doa itens de maternidade para mulheres atendidas pelo Programa Criança Feliz

Nesta quarta-feira (20), mais de 20 gestantes atendidas pelo Programa Criança Feliz, da Prefeitura de Três Rios, receberão um kit maternidade do “Projeto Cortando Fios, Costurando Histórias”, da Rede Bramil Supermercados. O pedido de ajuda veio do município, que promove assistência integral a mulheres em situação de vulnerabilidade social. A ação tem como objetivo dar suporte a estas pessoas, que estão em um momento tão especial, mas que também pode ser de muita preocupação diante da incerteza financeira e familiar.
Cada uma das novas mamães ganhará uma bolsa maternidade e uma manta para o bebê! Tudo foi feito por mulheres atendidas pelo Projeto Cortando Fios, Costurando Histórias, que ajuda mulheres que não podem trabalhar fora ou que possuem renda de até R$ 300 por mês, a se profissionalizarem para o mercado de trabalho e terem a possibilidade da independência financeira.
“O Bramil separou também fraldas, lenços umedecidos, sabonetes e outros itens que ajudarão muito essas mamães. Toda ajuda é sempre bem-vinda e nós somos comprometidos em auxiliar as mulheres trirrienses. É um projeto da iniciativa privada dando suporte a um projeto social municipal. Mulheres ajudando mulheres!”, disse emocionada supervisora de responsabilidade social do Grupo Mil, Alda Amaral.
Dados do IBGE, coletados por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua, mostram que apenas no primeiro trimestre de 2022, foram registrados 11,9 milhões de desempregados no Brasil. Por isso, segundo Alda, ações como esta são de extrema importância. “É gratificante saber que conseguimos fazer a diferença de alguma forma. Que mais pessoas e, principalmente, empresas se mobilizem para ajudar”, disse.
Para a instrutora do curso de corte e costura, Josiane Quintela Amaral, por meio do Projeto “Cortando fios, Costurando histórias”, ela tem tido a oportunidade de acompanhar mulheres que estão se redescobrindo. “É lindo ver cada uma delas percebendo que podem mudar de vida e transformar a realidade em que vivem. Elas sentem que os sonhos agora estão próximos de se tornarem reais, e já começaram a ver na prática oportunidades profissionais tanto em empresas de terceiros, como em projetos próprios”, disse.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: