Câmara realiza Audiência Pública para tratar do combate à violência contra as mulheres

A Câmara Municipal de Petrópolis vai realizar, na próxima terça-feira (26), uma audiência pública para tratar do tema “Combate à Violência Contra as Mulheres”. O evento atende a requerimento de autoria da vereadora Gilda Beatriz (PSD), que preside a Comissão de Defesa da Mulher. A audiência será realizada a partir das 19h, no plenário da Casa Legislativa e é aberta ao público.
Como presidente da Comissão, Gilda Beatriz está sempre atenta às pautas das mulheres para trazer esta temática para a Câmara. Entre os objetivos da audiência pública está a discussão da ampliação de legislação e implantação de políticas públicas para as mulheres no intuito de combater à violência e de ampliar a promoção da cidadania, em virtude do avanço dos casos de violência contra as mulheres.
A parlamentar destaca também que segundo dados do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), órgão ligado ao governo municipal, apenas entre janeiro e março deste ano foram registrados 558 atendimentos pelo órgão. Em maio, um caso chocou a cidade, quando um homem tentou atear fogo em sua ex-companheira em plena luz em um estabelecimento comercial no Centro da cidade.
“Nós precisamos discutir políticas públicas para o combater a violência contra as mulheres. Na semana passada, outra lamentável ocorrência ganhou destaque em todo o país, quando um médico anestesista estuprou uma mulher durante a cesariana. Nós mulheres precisamos de respeito, precisamos ser ouvidas”, destaca a vereadora, que pretende retomar a discussão da criação do “Dossiê Mulher”, projeto aprovado pela Câmara em janeiro deste ano e, posteriormente, vetado pelo governo. Ele tem como proposta a unificação das informações sobre o atendimento às mulheres nas mais diversificadas portas de entrada na esfera pública, o que facilitaria a elaboração conjunta de políticas públicas em Petrópolis.
Além dos vereadores, estão convidados para a audiência pública representantes do Poder Executivo; a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM), Ângela Alcântara; a coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), Thaís Justen Gomes; e a presidente da Comissão OAB Mulher, Priscila Braga. Também foram convidados representantes do Ministério Público, das polícias Civil e Militar, da Guarda Municipal, das universidades instaladas na cidade, entre outros.
A audiência pública será transmitida ao vivo no canal 98 da Speed Fiber (TV Câmara) e pelo YouTube da Câmara.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: