sáb. jul 2nd, 2022

Inscrições para formação profissional gratuita em Desenvolvimento de Softwares do Serratec vão até 16 de junho

Programa de Residência em TIC, que já formou mais de 480 profissionais, está com vagas abertas para turmas em Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Areal até 16 de junho
A transformação dos negócios, cada vez mais voltados para o digital, traz em si uma carência por trabalhadores no mercado de tecnologia. Por sua vez, os jovens do século XXI são em sua maioria apaixonados pelo universo tech. O setor é um dos que mais contratou na última década em todo o mundo e deverá seguir contratando pelos próximos anos, inclusive no Brasil.
Segundo estudo “Demanda de Talentos em TIC e Estratégia ΣTCEM”, publicado em dezembro de 2021 pela Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais), as empresas brasileiras de tecnologia devem demandar 797 mil talentos de 2021 a 2025. No entanto, com o número de formandos aquém da demanda, a projeção é de um déficit anual de 530 mil talentos em cinco anos. São números que refletem, segundo a Associação, o crescimento acelerado do setor de TIC , e deixam clara a urgente necessidade de que a formação profissional também seja ampliada no mesmo ritmo.
Para reduzir esse déficit, preencher esses postos de trabalho a partir de profissionais qualificados e fortalecer o setor de TI da região, o Serratec – Parque Tecnológico da Região Serrana criou em 2019 – e está indo para o sexto ciclo – o Programa de Residência em TIC . O programa é gratuito e está com inscrições abertas até 16 de junho, pelo site http://serratec.org/residencia. São 130 vagas destinadas, preferencialmente, aos moradores de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo e Areal. As aulas são online e ao vivo, começam em agosto e vão até dezembro, no total de 720 horas.
Os candidatos não precisam de conhecimento prévio em tecnologia, mas é preciso ter concluído o ensino médio; a idade mínima é de 17 anos (tendo que completar 18 anos até dezembro de 2022). É fundamental compromisso e dedicação, já que a jornada é intensa. Pessoas com deficiência, pessoas negras, mulheres e quem estudou em escola pública terão prioridade. É importante destacar que não há idade máxima para fazer a inscrição e se candidatar a uma das vagas para o Programa de Residência, o que dá oportunidade também a pessoas que buscam capacitação para retornarem ao mercado de trabalho, por exemplo.
O presidente do Serratec, Guilherme da Motta Alves, destaca o caráter transformador da iniciativa. “Esse é um programa de transformação porque tem permitido que pessoas que possivelmente não teriam acesso ao mercado de tecnologia, ou pelo menos teriam diversos empecilhos, possam efetivamente ter uma oportunidade de ingressar nesse que é um dos mercados que mais cresce no mundo. É também um programa de transformação porque tem ajudado as empresas a terem pessoas qualificadas em TI, e assim poderem crescer e também entregar seus projetos ao mercado”, destaca. O impacto que o Programa de Residência vem trazendo para a região é positivo. São mais de 480 pessoas formadas, mais de 15 milhões de reais em moeda circulante proveniente do pagamento de salários às pessoas que já se formaram e foram contratadas. O índice de contratação supera os 70% e a taxa de permanência dessas pessoas no mercado de tecnologia é próximo de 100%.

Sobre o Programa
O programa de imersão tecnológica é direcionado para preparar profissionais no desenvolvimento de software e aumentar a oferta de trabalhadores qualificados na área de tecnologia. Assim, em parceria com a Firjan SENAI, Sinditec, universidades, organizações governamentais e empresas de TI da região, o curso alia conhecimento teórico e prático, para o aprendizado de linguagens de programação e desenvolvimento full stack (web e mobile). O residente também participa de experiências reais de projetos das empresas parceiras/investidoras, com tutores, mentores e problemas reais a serem resolvidos.A Firjan/Senai subsidia parte do programa, oferecendo padrões pedagógicos, de avaliação continuada e certificação.
Além do conhecimento nas tecnologias abordadas, os residentes terão oportunidade de aprofundar e desenvolver soft skills, que são habilidades comportamentais e competências interpessoais fundamentais para o desenvolvimento profissional.
O programa também irá contribuir para a criação e desenvolvimento de produtos, oferecendo oportunidades para a geração de inteligência de software e para o fomento de capital humano capaz de surfar na onda da revolução 4.0.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: